Alma Cigana


Próximo da grande fogueira
Baila um vulto de mulher
Desfazendo-se das misérias do cotidiano
Na neblina densa de todo mistério
Seduzida pela breve liberdade
De uma alquimia de rara beleza...
Transformando poeira em poesia!...

Pés descalços sobre a terra
Prontos para a próxima partida...
Escolhas temidas e tristes abandonos
Se escondem no rápido movimento de seu corpo.

Sob o olhar da lua em chamas
Todo ritual a fecunda
E os quatro elementos da natureza se fundem
Numa realidade própria
De uma alma cigana.

3 comentários:

Lua. disse...

Honestamente?
Maravilhoso (:
Desde o título está tudo muito bom!
Parabéns!

Bjs

Lua. disse...

Sempre nos ins-pirando!
É, realmente!
obrigada pela visita!

Feänor disse...

A cigana é uma excelente representação da figura feminina.

Sedutora e misteriosa, quiçá perigosa, a indomável senhora de seu próprio destino - e, segundo alguns, fiandeira do destino de outros - encanta a imaginação dos homens, que ainda temendo-a, lembram com suspiros de sua sedutora dança.

Teu poema, como sempre, é um deleite aos olhos...

Related Posts with Thumbnails