Girassol



De repente gira o sol
Levando-me junto, mundo afora
O rosto virado para a luz
Contempla a cor e o calor
Onde alegrias perfuram o tempo


Giram as vidas sem saber
Do infortúnio ou da felicidade
No espaço curto de poder
Controlar algum compasso

Giram em torno de mim
A margem de qualquer contratempo
Coragens que perseguem o fim
Em suas destemidas voltas

Rodopia em busca do ouro
Em linda dança dourada afora
Não deixe, nunca, os sonhos partirem
Euforia desenvolta
Companheira do agora

2 comentários:

Aine Pienna disse...

Seu blog é belíssimo, contém açucar e afeto!Adorei!

Natural.Origin disse...

Belo*

Related Posts with Thumbnails