Oriente


A Suavidade dança comigo
E me ensina
A ter olhos pequenos,
O olhar dos detalhes
Das minúcias

Suas flores amarelas
Despertam em mim o perfume de cada gesto afetuoso
A delicadeza da melodia que traduz o silêncio
Onde ninguém é esquecido
E morrer significa
Render-se,enfim, a música suave.

As vozes que vêm de longe
Celebram mais um dia a nascer
Onde o sol poente traz
A harmonia de doces canções

Caminho por entre as brancas pedras
De seu jardim encantado
Na ponte que me leva e eleva
Aonde almeja toda liberdade
E toda saudade se transforma
Em uma estrela no céu.

5 comentários:

Cristina disse...

Boa Tarde Maria Regina!!!

Como sempre o que escreves me induz a uma delicada viagem!!!
Os gestos tem sim perfume...posso senti-los,são enebriantes.
Morrer para a realidade e deixar-se seduzir pela música suave!!!

Quanta doçura Amiga!!!

Lindo...doce...sedutor...perfumado!

Espero que estejas Bem,aproveitando o friozinho que convida ao aconchego!!!

Um grande abraço e muitos Beijos

ONG ALERTA disse...

Que a saudade seja muitas estrelas no céu, beijo Lisette.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Também quero caminhar entre as pedras brancas :)

Jaque*Sampaio disse...

Um doce pra adoçar a vida.Encontro aqui :)

Abner, disse...

olá, tenho postagens novas no meu blog, vê se aparece por lá..

beijos

Related Posts with Thumbnails