Pés Descalços



Nada oculta-se aos olhos de quem sabe
O saber te leva mais longe
Do que seus próprios pés.
Pois, o que encanta,
E no encontro,
O sábio e o caminhante andam juntos.

Quando os pés duvidam
O saber suporta
Quando os pés duvidam
Abre-se a porta:
Do saber de si
Do saber sobre o outro

Sobre a ponte que me conduz mais além
Pisando o asfalto da decisão
Do poder de escolha
De ir e voltar ,
quando assim desejar,
Apóio meus pés descalços,
Sem me deixar parar.

2 comentários:

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Maria,

Gostei muito...!! Caminhando se vai ao longe...

Beijos,

Renato Hemesath disse...

Ah que encantador... ser conduzido para mais longe, sair de preocupações e 'coisas de sempre' acho FUNDAMENTAL. E tratando-se de pés, é um ótimo passo afim de que situações movam-se de seus lugares.

E claro, concordo com você "Brilho Eterno de uma mente sem lembranças" é realmente genial!

Uma ótima semana prá ti.
abraços

Related Posts with Thumbnails