Nós Atados


Me pego pelo fim

Para entender meus começos...



Com nós atados, em fitas vermelhas

Amarrei-te ao meu lado.

Para ti, cantei sorrisos de cetim

Sorrindo canções aveludadas para entreter...



Quebrei o porta-jóias que me destes,

Espalhando faíscas cintilantes no meu rosto

Mas, mesmo assim, pude ver que,



Soltando os laços dos meus abraços

Em toques de mãos, ou,

Enlace de cílios

Tu, que és outro, sem deixar de ser o mesmo,

Continuastes junto, sem desatar

Com pés de andarilhos.

3 comentários:

Erika disse...

Junto e separado.

Gostei.

Beijo

Dilean de Bragança disse...

Que maravilha encontrei por aqui.
Parabéns pelo espaço.
Bjus na alma.

Daniel Scardua disse...

oi...
passeando por aqui e me deliciando com carinho contido nos seus textos!

bj

Related Posts with Thumbnails