Auto-Retrato



Gosto do silêncio

Onde se escutam os pensamentos e o coração bater

Gosto da profundidade das águas... E da alma.

Sou do contra

Gosto da margem ...

Ascendente em fogo, alma de hippie

Pés no chão de uma estrada com direções opostas

Sou um leve papel cintilante no meio do vendaval

Um gosto picante na uva doce

Mistério acalentado na mistura de gerações

Sou um rosto em suaves mudanças

sendo levado pelo vento agressivo do tempo.

2 comentários:

Tânia disse...

Lindo! Lindo! Parabéns!

Wandecy disse...

Urubu revolucionário

Quebrarei essa estrutura desumana e caduca,
Onde o burguês fuma tudo, só nos sobra a bituca.
Irei ao shopping center e mesmo que seja cara,
Comprarei uma boina e uma calça Che Guevara.
Aprenderei oito máximas de Karl Marx e de Fidel,
Gravarei o rosto de Lenin e o de mamãe no anel.
Defenderei as ovelhas contra o tosquio de sua lã,
Usarei meu bacamarte contra as bombas do Tio Sam.
Quem quiser me ajudar, deixe a barba crescer,
Vá ao shopping, loja quatro, compre uma boina pra você.
Uma flâmula estadunidense compraremos lá na feira,
Quando a imprensa aparecer queimaremos a bandeira.
Camaradas, sem dinheiro, não se faz revolução,
Expropriaremos um banco, uma fazenda e um avião.
Abaixo o imperialismo, o rock and roll e o halloween,
Coca-Cola a gente deixa, não é um refrigerante ruim.
Eu estou elaborando um perfeito estratagema,
Destruiremos os ianques preservando o seu cinema.
Para xingar os inimigos que não falam português,
Eu já estou fazendo um “good” curso de inglês.

Wandecy Medeiros: Puezya

Related Posts with Thumbnails